TER OU NÃO TER O SEGUNDO FILHO? REFLEXÃO

Está indecisa se deve ou não deve ter o segundo filho? A decisão não é fácil... afinal coexistem mil e uma emoções e aspectos distintos. Nesta rtigo fazemos uma reflexão sobre os prós e contras de ter o segundo filho.

Está indecisa se deve ou não deve ter o segundo filho? Saiba que não está sozinha! Muitas mulheres, neste preciso momento, equacionam exatamente a mesma coisa: será que devo ter mais um filho?

UMA DECISÃO DIFÍCIL: QUERO SER MÃE DE SEGUNDA VIAGEM?

A decisão não é fácil... afinal coexistem mil e uma emoções e aspectos distintos.
Por um lado, a alegria de ter mais um filho, a felicidade de ser mãe novamente, a paixão de ter mais uma pessoa no mundo gerada pelo amor que a une ao seu companheiro. Por outro lado, a responsabilidade de cuidar de mais um bebê, com todas as implicações psicológicas, sociais e financeiras que isso acarreta.

As perguntas fervilham na nossa mente:
- Será que estou pronta para noites mal dormidas outra vez?
- Será que me quero dedicar novamente a um bebezinho?
- Será que sou capaz de cuidar de duas crianças?
- Tenho condições financeiras para o fazer?
- Será que estou jogando fora oportunidades profissionais?

E tantas outras perguntas, certamente!

De facto, há um sem número de aspectos que devem ser pensados e repensados antes de tomar esta decisão!
O casal deve tomá-la em conjunto, depois de refletir seriamente sobre todas as consequências e nunca tomar a  decisão de ânimo leve ou porque o seu filho primogénito pede a toda a hora um irmãozinho.

Vamos refletir sobre alguns destes aspectos juntas?
[post_ads]

DAR UM IRMÃO(Ã) AO MEU FILHO OU FILHA

Muitas de nós têm irmãos...  sabemos como é especial a relação fraternal, laço que liga duas pessoas para a vida inteira. Ter um irmão é ter um apoio, alguém com quem contar, sempre! Por isso, dar um irmão ao seu filho ou filha é muitas vezes a motivação que leva um casal a pensar num segundo bebê. Mas ainda que um irmão seja, de facto, uma mais valia para a maioria das pessoas, é importante pensar bem nas consequências. 
Ser mãe de dois filhos implica não só disponibilidade mental, física e financeira para ter outro bebê mas também a capacidade de dar, simultaneamente, atenção ao primogénito. Lembra-se da dedicação total que implicou o seu primeiro filho? Pois é! Agora terá dois filhos: um bebê exigindo tanta ou mais atenção do que o primeiro e o seu primogénito, que continuará a precisar da sua ajuda, carinho e cuidados.
Lembra-se do primeiro mês e como tinha que aproveitar todos os momentos em que o bebê dormia para dormir também? Agora vai ter que usar esses momentos para dar atenção ao seu outro filho! Porque este vai continuar a precisar de si!
Já se imaginou entre fraldas, arrotos, choro coordenados com levar à escola, ajudar nos trabalhos de casa, dar banho, preparar refeições? Já imaginou o que será ter noites mal dormidas mas ter que preparar o seu primogénito para a escola, bem cedo pela manhã? Ou ter que ter energia para brincar com o seu primogénito entre as mamadas do seu bebê? Não é à toa que se fala em super-mulheres... 

EQUILÍBRIO FAMILIAR


Ter um segundo filho implicará uma coordenação imensa entre o casal... Queira ou não queira, um outro bebê vai alterar todo o equilíbrio familiar que existe agora. Já tem os horários todos sob controle? Dormem, finalmente, a noite toda de seguida? Pois é: vai mudar tudo outra vez! A rotina familiar vai sofrer uma grande mudança novamente e o papel de cada um dos membros do casal vai alterar-se, uma vez mais. Agora já não será mãe de primeira viagem e sabe bem quão cansativo é cuidar de um bebê nos primeiros meses de vida. Está preparada para passar por tudo isso de novo?
Já para não falar da sua relação com o seu companheiro: é necessário ter tempo para os filhos mas também continuar a ter tempo para a relação, para que continuem a evoluir positivamente, como casal.

A SEMPRE PRESENTE (E IMPORTANTE) QUESTÃO FINANCEIRA


Os tempos que correm não são fáceis para ninguém e, obviamente, um filho acarreta muitas despesas. É claro que vai poder aproveitar muitas das coisas que comprou para o seu primeiro filho. E onde comem três, comem quatro, é verdade, ainda que haja, consequentemente, um aumento de despesa inevitável.. Mas já fez as contas de quanto vai custar o 1º ano de vida do seu bebê? São fraldas e mais fraldas, muitas consultas de pediatria, vacinas fora do plano de saúde (lembra?)... e agora essas despesas serão acumuladas com as outras que já tem com o seu primogénito, como escola, roupas, comida, atividades extra-curriculares...
E daqui a uns anos conseguirá pagar os estudos dos dois filhos, universidade?

 A PARTE BOA DE SER MÃE DE DOIS

Nem tudo serão problemas, claro. Como mãe de segunda viagem terá, certamente, mais calma, experiência e controle para gerir a rotina de um recém nascido... Nem tudo será novidade e saberá muito bem o que a espera e o que deve fazer. Uma mãe mais segura e confiante gera também filhos mais calmos, que choram menos (porque muitas vezes os bebés ficam nervosos porques sentem que a mãe também está).
Será, certamente, muito enriquecedor testemunhar a relação de cumplicidade crescente entre os seus dois filhos e perceber e antever esse laço inquebrável e duradouro que é ter um irmão. Para além disso, um irmãozinho vai fazer bem ao seu primogénito para aprender a partilhar e a saber esperar...
E lembra da sensação de receber um sorriso do seu bebê? Vai ser ainda melhor porque vai poder dividir essa alegria com o seu primogénito.
Muitas mulheres mães de dois filhos revelam que já não se imaginam tendo um só filho e que a recompensa é enorme! São dois sorrisos lindos recompensando todos os dias! Lembra como quando está super cansada, um sorrisinho do seu filho apaga tudo? Agora serão dois sorrisos!

A DECISÃO FINAL

Enfim... é uma decisão difícil, complexa... Se não se sentir preparada para ser mãe de dois, não avance. Cada família tem o seu equilíbrio! Se, por outro lado, está convencida que é seu destino ser mãe de dois, então avance sem medo!
Reflita bem!

COMENTÁRIOS

BLOGGER

OUTRAS SUGESTÕES DE LEITURA$type=three$ct=0$ct=hide$c=6$meta=hide$source=random-posts$hide=home

Nome

anticoncepção,3,calculadoras,2,calcular período fértil,11,Caso de Sucesso do Mês,6,conselhos e desabafos,33,dicas 1,5,dicas engravidar,28,doenças,1,dúvidas treinantes,52,é preciso saber que,3,entrevista,17,essenciais,4,estudos,5,fertilidade masculina,13,gravidez e bebês,42,infertilidade,31,Outras sugestões de leitura,100,período fértil,34,
false
ltr
item
Ficar Grávida: TER OU NÃO TER O SEGUNDO FILHO? REFLEXÃO
TER OU NÃO TER O SEGUNDO FILHO? REFLEXÃO
Está indecisa se deve ou não deve ter o segundo filho? A decisão não é fácil... afinal coexistem mil e uma emoções e aspectos distintos. Nesta rtigo fazemos uma reflexão sobre os prós e contras de ter o segundo filho.
http://4.bp.blogspot.com/-nr7NNM6dcNQ/Vkuy-jVXdkI/AAAAAAAAEgA/ZlegOE94XJU/s320/brothers-457237_1920%2B%25281%2529.jpg
http://4.bp.blogspot.com/-nr7NNM6dcNQ/Vkuy-jVXdkI/AAAAAAAAEgA/ZlegOE94XJU/s72-c/brothers-457237_1920%2B%25281%2529.jpg
Ficar Grávida
http://www.ficargravida.com/2015/02/ter-ou-nao-ter-o-segundo-filho.html
http://www.ficargravida.com/
http://www.ficargravida.com/
http://www.ficargravida.com/2015/02/ter-ou-nao-ter-o-segundo-filho.html
true
6803256439446963720
UTF-8
ARTIGO NÃO ENCONTRADO VER TODOS LEIA MAIS Responder Cancelar resposta Apagar Por Início PAGES POSTS Ver todos LEIA TAMBÉM: CATEGORIA ARCHIVE SEARCH TODOS OS ARTIGOS Nenhum artigo encontrado Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy